O Blog da Tecnologi@

terça-feira, 8 de junho de 2010

On 20:46 by Yago Souza in    No comments
Yago Souza
Adm e Uploader




Acesse a Parte 01 e a Parte 02

9 - Portas

Em qualquer computador é essencial ter portas USB. Em notebooks, o mínimo necessário são duas portas (para conectar impressoras, câmeras digitais, MP3-players, mouses, etc). Alguns modelos também oferecem uma porta PS/2 para ligar um mouse. Também é de se considerar ter um conector para rede Ethernet. Alguns modelos oferecem portas FireWire (IEEE 1394) e leitor de cartões Flash. O FireWire é pouco usado, por isso, é importante tê-lo apenas se você utiliza alguma aplicação que faz uso dessa porta. Há também notebooks que contam com porta infra-vermelho para comunicação com outros dispositivos, porém esse recurso tende a não ser mais usado, já que existem alternativas melhores, como as redes wireless (sem fio) e as conexões Bluetooth. Ter recurso wireless é essencial hoje em dia (a linha Centrino da Intel é um opção muito interessante para esses casos), mas o Bluetooth só é importante se você deseja se conectar a outros notebooks, smartphones ou até a telefones celulares. Também é interessante ter um modem de linha discada, para os casos onde só essa opção de acesso à internet está disponível.

10 - Marca

Os principais fabricantes de computadores oferecem modelos bastante interessantes de notebooks. Entre elas, tem-se: HP, IBM/Lenovo, Dell, Toshiba, Asus, Sony, Apple e LG. Essas empresas geralmente oferecem notebooks com recursos bastante satisfatórios (é claro que sempre há exceções). Mas há também marcas mais recentes no mercado, como Positivo e Amazon PC. Assim como existem empresas que montam PCs comuns, existem companhias que montam notebooks. Estas sãos as empresas de nomes menos conhecidos. Acredite, muitas vezes vale a pena comprar equipamentos delas, mas é necessário ter cuidado redobrado na escolha. Em todo caso, verifique se a marca desejada possui uma rede de assistência técnica; constate se ela fornece suporte (por e-mail ou telefone); confira o prazo de garantia - embora a legislação brasileira exija garantia de, no mínimo, 3 meses, não adquira notebooks que tenham esse prazo menor que 1 ano; verifique se o equipamento de seu interesse não possui uma tecnologia obsoleta (tela de matriz passiva, por exemplo); pergunte em fóruns de discussão se a marca é confiável e faça pesquisas na internet pelo modelo desejado.

11 - Sistema Operacional

A maioria dos Notebooks vendidos veem com sistemas operacionais pagos. Esses SOs entram com seus preços no valor final do produto, chegando a encarecer até R$500. Escolher o notebook com um SO mais barato vale a pena (levando em consideração o Linux) pois é melhor perder R$30 procurando um Técnico pra formatar do que da R$500 reais só pra ter o produto Original.

Finalizando

As dicas acima mencionaram item por item, o que dá a entender que o usuário pode escolher a configuração que quiser, mas não é bem assim. Ao contrário dos PCs, onde pode-se comprar as peças e depois montar a máquina, um notebook geralmente vem fechado e com uma configuração definida pelo fabricante (embora a grande maioria permita upgrades de memória e HD, por exemplo). A idéia das dicas é fazer com que o usuário saiba quais itens analisar durante a compra. Por isso, é essencial avaliar para quais aplicações o notebook será empregado, pois assim você saberá quais itens têm maior importância.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Sua Valiosa Opinião