O Blog da Tecnologi@

terça-feira, 27 de julho de 2010

On 22:28 by Neo Elric   No comments
 Neo Elric
Adm e Uploader




Cavalo de Troia, worms, Phishing... você já deve ter ouvido falar de todos esses problemas que importunam sua vida digital. E pior: é bem provável que você tenha sofrido um ataque virtual de algum desses malwares. De uma forma ou de outra, todos prejudicam o seu computador, mas você já parou para pesquisar o que é cada uma dessas pragas? Nós fomos consultar um especialista em análise de vírus para saber todas as diferenças e, é claro, descobrir como proteger nosso PCs desses vilões da web.

Um dos problemas mais conhecidos do dia a dia online são os phishings. A palavra traduzida para o português significa Pescaria. E é essa a ideia: pescar algum internauta desatento que não tenha conhecimento dos perigos que rodam pela internet. O phishing é o envio de e-mails usando o nome de empresas conhecidas, como bancos e lojas do varejo. A mensagem eletrônica pede que o usuário cadastre em um formulário falso dados pessoais, como número do cartão de crédito, agência bancária ou endereço, por exemplo. A partir dessas informações, os crackers conseguem realizar fraudes em nome dessas pessoas. Para não ter nenhum problema, a ação mais eficiente a se fazer, nesse caso, é apagar o e-mail e denunciá-lo como Spam. Pronto, uma dor de cabeça a menos.

No Brasil, o ataque virtual mais comum é o dos Trojans Banker - os que roubam informações financeiras do usuário, seja o número da conta ou do cartão de crédito. Eles são responsáveis por 95% das ameaças digitais encontradas pela web.

Os vermes, ou mais conhecidos como worms, já existem há mais de 20 anos. O primeiro worm foi criado por Robert Morris Jr., professor do Laboratório de Inteligência artificial do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachussets, nos Estados Unidos. Esse tipo de ameaça é aquele que dissemina o vírus de um PC para o outro, transformando diversas máquinas em robôs, que continuam replicando o conteúdo infectado. Ao infectar um sistema, os worms deixam o computador vulnerável e podem deletar algum arquivo instalado na sua máquina. Além disso, as portas do seu PC ficam abertas para ataques futuros. Para não ser uma das vítimas, mantenha sempre seu antivírus com todas as atualizações. Além disso, faça varreduras diárias em todo o seu computador.

Os vírus propriamente ditos atuam de forma semelhante aos worms. Eles são como os vírus biológicos, que infectam praticamente todo o sistema. Você ganha o problema de presente quando executa algum arquivo com código malicioso, como uma apresentação em slides, por exemplo. Além desses, existe também o RootKit. Pelo nome pouca gente conhece, mas os prejuízos causados por esse malware são os mais pesados. "O RootKit é bem agressivo. Ele se instala no seu computador e a missão dele é ocultar outras ameaças e pragas. Dessa forma, o usuário tem a sua máquina afetada e nem percebe", avisa Fabio Assolini, analista de vírus da Kaspersky Labs.

Cada malware desses pode causar problemas diferentes para o seu computador, em maior ou menor proporção. Por isso é bom sempre ficar atento nos ambientes que você navega e nos novos tipos de ataques maliciosos que surgem no mundo digital. "Desconfie de tudo que você receba pela internet. Não acredite! Antes de clicar, faça uma pesquisa. Vá ao seu buscador e pesquise sobre aquilo. Talvez você descubra que aquele email é falso".

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe Sua Valiosa Opinião